Pages

22/08/2010

Whatever Works

O universo é engraçado.

Vivemos aqui na parte mais brega da borda ocidental da galáxia e ainda achamos que somos alguma coisa. Somos praticamente inofensivos.



Acredito que Deus nos deu a ignorancia e devemos saber usa-la com sabedoria. Não saber das coisas é realmente bom em determinados casos - na verdade, em muitos deles. O universo tem uma forma extremamente estranha de se resolver, e tenho plena convicção disto. É uma forma um tanto estóica de levar a vida, mas é uma forma. Não que que dê as costas para tudo, mas de fato, as vezes é melhor deixar ser, deixar levar. Lá na frente a gente se acerta.



Acabei de ver um filme bacana chamado "Tudo pode dar certo". Wood Alen em ótima forma por sinal. Enfim, no filme o personagem Boris fala muito que não temos muito controle sob as coisas, muitas das coisas que acontecem são pura sorte (ou azar né, depende de que lado da corda você está). E é verdade. O título em inglês é interessante: Whatever Works - ou algo como, qualquer coisa que funcione. Acho que é exatamente este o equilibrio que perseguimos na vida, alguma coisa que funcione.



Um trabalho que funcione, uma amizade que funcione, um amor que funcione, um celular que funcione, um relógio digital que funcione. Porque geralmente nada disso funciona. Não adianta muito procurar os porquês - na verdade, não adianta de nada. Apenas viva, e agarre o que funcione.



Enfim, devaneios da madrugada. agarre algo que funcione pra você e vá viver.

Um comentário:

contandogotas disse...

cara!
acho foda não saber das coisas!
=~~